Safra Segura: campanha aborda descuidos fatais de motoristas na BR-163

Safra Segura: campanha aborda descuidos fatais de motoristas na BR-163

Mexer no celular, trocar uma música, pegar algum objeto no banco de trás são algumas das pequenas ações que podem causar grandes prejuízos no trânsito. Lançado no período de escoamento de grãos na BR-163, o Safra Segura da Rota do Oeste chama a atenção de caminhoneiros aos perigos deste tipo de descuido ao volante. A campanha é realizada de fevereiro a meados de abril, quando o tráfego de veículos pesados na rodovia tem alta de até 20%.

Entre as consequências da desatenção ao volante está a perda do controle do veículo por parte do condutor. O resultado são acidentes como saídas de pista, invasão de faixa, tombamentos, entre outros. Um levantamento realizado pela Rota do Oeste mostra que em 2018, quase 300 tombamentos foram registrados no trecho de 850,9km sob concessão. Destes, 275 casos resultaram em derramamento de carga.

O gerente de Operações da Concessionária, Wilson Ferreira, destaca que este tipo de ocorrência prejudica tanto os caminhoneiros e produtores, quanto os usuários comuns da rodovia. A redução destes registros, reforça Ferreira, está nas mãos dos motoristas.

“O impacto econômico disso é relevante, mas é importante ressaltar que qualquer acidente em uma rodovia coloca todos em risco.  Além disso, há transtornos causados com o bloqueio de pista para remoção dos veículos e limpeza da via, o que gera congestionamento e atraso nas entregas de outros caminhoneiros”, disse.

Reforçando o alerta, a campanha da Rota do Oeste deste ano traz como tema “A carga mais valiosa é a vida”. O objetivo é estimular a conscientização dos motoristas, que apesar da responsabilidade pelo transporte da produção de todo o país, devem atentar-se ao cuidado com suas próprias vidas. Em 2018, dos mais de 1,2 mil acidentes com vítimas registrados na BR-163 sob concessão, 28% envolveram veículos de carga.

Fluxo – Para auxiliar na fluidez da BR-163 durante a safra, a Rota do Oeste implanta medidas de segurança e ações específicas para o período. O planejamento prevê a intensificação das obras de reparos emergenciais, com reforço de equipes, priorização do período noturno para a realização de serviços e mobilização de equipes de plantão para desobstrução da pista em casos de emergência.

“O Safra Segura conta ainda com o reposicionamento estratégico de nossas equipes de tráfego nos trechos de maior movimento, reforço nas equipes de pedágio e monitoramento dos ‘gargalos de tráfegos’, como são chamados os pontos com intenso fluxo de veículos pesados”, pontua Wilson Ferreira.  Exemplos de ‘gargalos’ na rodovia hoje são o Trevão, na BR-163, em Rondonópolis; as serras da Caixa Furada e São Vicente, na BR-364; e as travessias urbanas, ao norte do estado.